top of page

A Mente Atuante

Yehuda Leib HaLevi Ashlag (Baal HaSulam) Artigos


Está escrito que toda pessoa é obrigada a alcançar a raiz de sua alma. Isso

significa que o propósito almejado do ser criado é o Dvekut [adesão] com Suas

qualidades, como está escrito: "E apegar-se a Ele". Nossos sábios interpretaram

que esse é o Dvekut com Seus atributos: "Como Ele é misericordioso", etc. Suas

qualidades são as Sefirot sagradas, e essa é a mente atuante que guia Seu

mundo e por meio da qual Ele lhes doa Sua bondade.

Devemos entender por que isso é chamado de "Dvekut com o Criador", pois

parece ser um mero aprendizado. Vou explicar isso com uma alegoria: Em toda

operação no mundo, a mente de seu operador permanece nessa operação. Em

uma mesa, é possível alcançar a mente e a destreza do carpinteiro em seu ofício,

seja ele grande ou pequeno. Isso acontece porque, enquanto trabalhava, ele a

construiu com sua mente e com as qualidades de sua mente. E aquele que

observa essa operação e considera a mente impressa nela, durante esse ato,

está ligado à mente que a executou, o que significa que eles realmente se unem.

Na verdade, não há distância ou cessação entre os espirituais, mesmo quando

eles estão em corpos distintos. Mas a mente neles não pode ser distinguida, pois

que faca pode cortar o espiritual e deixá-lo separado? Em vez disso, a principal

diferença entre os espirituais está em suas qualidades - louváveis ou censuráveis

- e na composição, já que uma mente que calcula astronomia não se apegará a

uma que contempla ciências naturais.

Há uma grande diversidade até mesmo dentro do mesmo ensinamento, pois se

um exceder o outro em um único elemento, isso separa os espirituais uns dos

outros. Mas quando dois sábios contemplam o mesmo ensinamento e têm a

mesma medida de conhecimento, eles estão de fato unidos, pois o que os

separa?

Portanto, quando um contempla a ação de outro e alcança a mente do sábio que

a realizou, eles têm a mesma mente e o mesmo poder. Agora eles estão

completamente unidos, como um homem que encontra seu amigo amado na rua,

ele o abraça e o beija e, por causa de sua grande unidade, é impossível separá-

los.

Portanto, a regra é que, no falante, a mente é a força mais bem ajustada entre o

Criador e Suas criaturas. Ela é considerada o meio, o que significa que Ele

emanou uma centelha dessa força e, por meio dessa centelha, tudo retorna a

Ele.

Está escrito: "Com sabedoria Tu fizeste todos eles", o que significa que Ele criou

o mundo inteiro com Sua sabedoria. Portanto, aquele que é recompensado com a obtenção das maneiras pelas quais Ele criou o mundo e suas condutas é

aderido à Mente que as realizou. Assim, ele é aderido ao Criador.

Esse é o significado de a Torá ser todos os nomes do Criador, que pertencem

aos seres criados. E, por seu mérito, o ser criado alcança a Mente que faz tudo,

já que o Criador olhou para a Torá quando criou o mundo, e a pessoa alcança a

iluminação por meio da criação e adere para sempre a essa Mente; assim, ela é

aderida ao Criador.

Agora entendemos por que o Criador nos mostrou Suas ferramentas artesanais,

pois será que precisamos criar mundos? Mas a partir do que foi mencionado

acima, entendemos que o Criador nos mostrou Suas condutas para que

possamos saber como aderir a Ele, que é "apegar-se a Seus atributos".

Posts recentes

Ver tudo

Carta nº 6

Rabash. Carta nº 6 15 de abril de 1955, Londres Para os alunos: Recebi a carta de ... e é bom que ele interprete seus detalhes o máximo que puder. Quanto ao restante dos assuntos que ele me informou,

Plenitude na Vida

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash) Artigos/ Registros Plenitude na Vida Artigo 809 "Uma pessoa não morre com metade do seu desejo realizado." "Quem tem cem deseja duzentos." A questão é: Como é a es

Carta nº 1

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash)/Cartas Carta nº 1 Terça-feira, Porção Tetzave: "E você falará a todos os sábios de coração, a quem eu enchi com o espírito de sabedoria", etc. Ao Meu Honorável Pai

Comments


bottom of page