top of page

A ordem do trabalho

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash)/Registros

A ordem do trabalho

Notas variadas/Artigo 68


Desde o início, o homem deve acreditar acima da razão que o Criador quis beneficiar Suas criações, por isso Ele criou Suas criaturas e implantou nelas o desejo e o anseio de receber prazer. A razão para isto é que somente esse é o Kli para receber prazer, porque o homem desfruta apenas daquilo que deseja. Mas aquilo que ele não deseja, ele pode recebê-lo, mas não pode desfrutá-lo, porque o Kli para desfrutar é chamado Hemda (desejo), anelo, etc.

No entanto, isso deve estar acima da razão, uma vez que quando ele olha dentro da razão, não encontra a Sua Providência sobre o mundo como benevolente. Pelo contrário, é por isso que se diz que é preciso acreditar acima da razão que isso é assim.

E, na verdade, se a Sua orientação é apenas de uma forma de bem e de fazer o bem, por que é que isto não é sentido dentro da razão? Aprendemos que isso se deve à correção do pão da vergonha. Portanto, enquanto os seres criados não possuírem vasos de doação, não podem ver a luz e permanecem na escuridão.

Quando uma pessoa acredita no deleite e no prazer que existem acima da razão, ela chega a sentir conscientemente, a conhecer o mal dentro dela. Ou seja, ela acredita que o Criador transmite tal deleite e prazer, e embora veja todo o bem acima da razão, ela alcança o reconhecimento. Ou seja, ela sente em todos os órgãos, o poder do mal que se encontra em receber para seu próprio benefício, o que a impede de receber a abundância.

Segue-se que a fé acima da razão faz com que ela sinta seu inimigo dentro da razão, o que a impede de alcançar o bem. Este é o seu padrão. Isto é, na medida em que acredita no deleite e prazer acima da razão, nessa medida ela pode vir a sentir o reconhecimento do mal.

Mais tarde, sentir o mal produz a sensação de deleite prazer uma vez que o reconhecimento do mal na sensação dos órgãos o leva a corrigir o mal.

Isso é feito principalmente por meio da oração, quando ela pede ao Criador para dar tudo em doação, chamado Dvekut [adesão]. Através desses Kelim (vasos), a meta será revelada em Providência revelada, o que significa que não haverá necessidade da ocultação, já haverá Kelim que são capazes de receber.


Posts recentes

Ver tudo

Paixão pelo conhecimento

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash) Artigos/ Registros Paixão pelo conhecimento Artigo 145 A paixão pelo conhecimento chega a quem age para saber, que se esforçam e se aprofundam o máximo que podem.

Carta nº 6

Rabash. Carta nº 6 15 de abril de 1955, Londres Para os alunos: Recebi a carta de ... e é bom que ele interprete seus detalhes o máximo que puder. Quanto ao restante dos assuntos que ele me informou,

Plenitude na Vida

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash) Artigos/ Registros Plenitude na Vida Artigo 809 "Uma pessoa não morre com metade do seu desejo realizado." "Quem tem cem deseja duzentos." A questão é: Como é a es

Comments


bottom of page