top of page

Carta nº 2 

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash)/Cartas

Carta nº 2 

 

 

Terça-feira, Porção Toldot (Gerações), 23 de novembro de 1954, Tel Aviv 

Aos meus corajosos amigos... que o Criador esteja com vocês. 

Com relação ao que falamos quando estávamos parados ao lado do carro, veja no livro Beit Shaar Hakavanot (Portão das Intenções), item 70, e vocês encontrarão uma resposta. 

E com relação à entrada de vocês na sociedade, à qual eu concordei, devo admitir que não a examinei suficientemente. A razão é que, enquanto eu estava em Tiberíades, estava pensando nas opiniões conflitantes existentes em Tiberíades, então eu disse que não havia necessidade de considerá-las, e somente a verdade mostraria o caminho. Mas, ao chegar a Tel Aviv, senti imediatamente que também existem opiniões entre nossos antigos amigos, ou seja, antes da partida da Luz. Agora seus Kelim (vasos) são, e uma dica é suficiente, e eles buscarão iniquidades e transgressões para justificar seus atos, ou seja, que a verdade está apenas em Jerusalém, o lugar da ruína. Portanto, agora eu vim para reverter isso, ou seja, não me juntar à sociedade acima mencionada.

Quanto à sua pergunta sobre o significado do versículo "Qualquer um com quem o espírito das pessoas está satisfeito", descobri que escrevi em nome de meu pai, que estava perguntando dizendo que havia uma diferença de opiniões até mesmo entre os maiores e mais famosos. Ele argumentou dizendo que se eles tivessem dito "Qualquer um com quem as pessoas estejam satisfeitas", então eles poderiam ter feito essa pergunta. Mas como eles disseram exatamente "Qualquer um com quem o espírito das pessoas esteja satisfeito", isso significa que existem criações, ou seja, corpos, e os corpos não têm relação com o espírito do Criador. Pelo contrário, a visão dos proprietários é oposta à visão da Torá. Mas o espírito das pessoas é santo.

Esse é o espírito ao qual nossos sábios se referiram, já que "todo aquele que guarda um mandamento", ou seja, o mandamento da fé, chamado de "uma letra", "condena a si mesmo e ao mundo inteiro ao lado do mérito". 

Isso traz à tona a pergunta: "Mas será que não vemos nem sentimos nenhum mérito no público enquanto houver justos na geração?" O Baal HaSulam disse sobre isso que os justos atraem a abundância para toda a coletividade, mas aqueles que não têm vasos para revestir a Luz não podem desfrutar dessa abundância. No entanto, as almas de cada pessoa recebem uma Luz Circundante da abundância, portanto, "o espírito das pessoas está satisfeito com ele", pois o espírito do Criador ilumina o espírito das pessoas. 

Entretanto, não estamos falando ou nos preocupando com todos aqueles que ainda não revestiram seus espíritos. 

Que você mereça ir cada vez mais forte. 

Seu amigo, que lhe envia saudações e lhe deseja felicidades, 

Baruch Shalom Ashlag.

 

Posts recentes

Ver tudo

CartasCarta Nº 59

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash) CartasCarta Nº 59 9 de junho, 1962, Shavuot, Antuérpia Para o meu amigo … Com relação à sua pergunta sobre as palavras dos nossos sábios: “Um filho teimoso e rebel

Carta nº 22

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash)/Cartas Carta nº 22 Manchester, 7 de julho de 1956 Para meu amigo, Li sua carta na qual você anuncia que tem momentos sombrios e momentos brilhantes. Saiba, meu ami

Comments


bottom of page