top of page

Estados Espirituais.

A raiz espiritual do número dez -10


P: O nosso Tema é “O Segredo do Número 10”, vamos ao

Tema! Qual a raiz espiritual do número 10?

R: A raiz do número 10 está em que, tudo, em cada 10 graus, se revela a raiz

desta sefirá e, por isso, na dezena, alí se revela toda a essência da relação do

Criador com o criado e também o contrário, a relação da criação com o Criador,

digamos que você tenha que passar esses 10 graus da criação ao Criador e do

Criador à criação para que um sinta o outro.

P: Como é possível que o número 10 esteja conectado a Yud Hey Vav Hey,

essas 4 letras do nome do Criador?

R: 10 e 4 na prática são a mesma coisa, pois assim o revelamos, de forma curta

e resumida, as qualidades do Criador ao criado, então suas relações podem ser

unificadas em nome de HaVaYaH, segundo seus 4 graus, 4 fases ou pode ser

transmitida através dos 10 graus, na prática é a mesma coisa.

P: É como 1 centímetro e dentro deste, 10 milímetros? Esta é a medida?

R: Sim, é possível descrever isto assim.

P: Quando me preparei para este programa, vim como um professor de física, a

respeito do número 10, e suas expressões, suas diferentes formas em nosso

mundo, recebi uma informação interessante, digamos, como se manifesta o

número 10 em nosso mundo? Na física está a estrutura das dimensões, na

matemática cada sistema numérico é decimal, na química é a importância das

moléculas, dos 10 elétrons para os processos biológicos, na biologia em si,

sabemos que é a etapa crítica onde 10 células se desenvolvem em um embrião,

já na anatomia vemos também, é claro, que temos 10 dedos. Existe uma

conexão entre tudo isso e a Raiz Espiritual?

R: Claro que tudo vem da Raiz Espiritual, da Força Superior que teve que passar

entre essas 10 fases, ou graus, até completar a realidade da criação e daí poder

ir de volta pois, esta conexão, só pode se expressar através de 10 graus, de 10

Sefirot.

P: Estas 10 fases da Força Superior criaram nosso mundo físico, certo? O que

são as 10 Sefirot?

R: Esta é a conexão que há entre o Criador, o criado e a criação. São relações

que são preenchidas com um sentido, com intenção, com a Força, então são

chamadas, Sefirot.

P: Então é quando a pessoa alcança isso por si mesma?

R: Sim, quando a pessoa atinge graus como este, o Criador dá a resposta

correta, então esses dez graus comuns começam a se transformar em Sefira;

Sefira vem da palavra Safir, “Que Ilumina”.

P: Então a pessoa começa a senti-Lo?

R: Sim, a pessoa começa a sentir como o Criador se relaciona com ela e a

relação de volta.

P: Então há uma estrutura onde colocamos nossa emoção lá, a isso chamamos

de Sefira?

R: Sim, então tudo começa a se iluminar!

P: Hoje falamos sobre o número 10. sabemos também que temos que devolver

um dízimo de Malchut, o que significa?

R: A parte Superior, Keter - A Coroa, vem do Criador, e a influência do Criador

se expande através dos 10 graus até o último grau, Malchut, que quer receber

todas essas influências do Criador dentro de si, e pode receber também, na

prática, Sua ação, toda Sua abundância, mas, se isto separa ele do Criador,

segundo suas qualidades, pois ele é receptor e o Criador é doador, e se Malchut

quer alcançar o Criador, aproximar-se Dele, não ser apenas um receptor de

longe, mas também ser um doador, entregar de si, então Malchut realiza uma

restrição sobre seu desejo de receber e começa a atuar sendo similar ao Criador

e assim conclui a sua correção, a correção de sua natureza, e toda a Sabedoria

da Cabalá lida com isso, de como podemos nos aproximar do Criador.

P: Então quer dizer que a décima parte, o maaser, o dízimo, é a restrição?

R: Sim, a parte do dízimo, a parte que se restringe a si mesma, essa décima

parte aproxima a pessoa do Criador.

P: Então, com todas as outras qualidades eu posso me conectar ao Criador, e,

precisamente esta décima parte, posso restringi-la, pois não vou usá-la em

minhas conexões?

R: Sim, se você faz isso sem dúvidas, sem usar seu desejo de receber, então,

realiza um ato oposto, quer dizer, você já recebe para outorgar, você continua

recebendo, você continua o ato das 9 Sefirot anteriores, mas não somente,

senão que é nessa recepção, que você realiza para poder se aproximar do

Criador, para poder outorgá-Lo.

P: Por isso, nosso mundo vem expressando, dizendo que é através do dízimo

que devemos doar?

R: Sim, é proibido receber esta décima parte para nós mesmos, o dízimo.

P: Então se ela não pertence à pessoa a quem ela pertence?

R: Ao Criador!

P: Sim, mas nós não O sentimos!

R: Geralmente isto se dá como uma doação, para poder disseminar a Sabedoria

da Cabalá, para que as pessoas compreendam como relacionar-se corretamente

entre si corrigindo suas relações.

P: Se falarmos das Leis da Torá, está escrito que o sogro de Moisés lhe deu a

estrutura de como organizar seu povo e falou sobre como escolher as pessoas

que iriam dirigir as dezenas com centenas, milhares de pessoas. Foi assim

mesmo que essas hierarquias internas foram divididas?

R: Eu já fui assim, o problema é que nós queremos ser similares ao Criador, nos

aproximarmos Dele em nossas qualidades, e assim também nossa sociedade e

todo a humanidade na prática, devemos dividir toda a humanidade em dezenas,

assim como está escrito na Torá, dezenas de 50, 100, 1000 pessoas, todo

mundo, pois assim, através da conexão entre nós, poderemos alcançar a

qualidade de outorgamento, a qualidade de doação, esta reciprocidade, e

através desta relação também poderemos doar, nos relacionar com o Criador.

P: E por que esta divisão é feita assim, em 10, 50, 100, 1000?

R: Tomamos estas 10 Sefirot pois assim teremos o Superior, e Ele, e toda Sua

influência, é uma influência em 10 graus, até que chega a Malchut, a última

Sefirá, a que recebe, então, a distância entre o Criador, Keter, O Que Doa, até

esta que é a receptora, Malchut, estes 10 graus estão, expressam todos os graus

de desenvolvimento, entre o desejo do Criador e o desejo do criado, e também

a criação, caso deseje ser similar, deve restringir-se e não receber para si, mas

tornar-se semelhante ao Criador e realizar a si mesma desta forma.

P: Neste caso, há uma restrição apenas na intenção e não na ação?

R: Sim, mas junto a isso, também há uma restrição na ação, e assim é possível

retornar em direção à recepção.

P: E onde aparece o tema de 100, 1000, etc.?

R: Isso não importa, pois os mencionados 50, 100 e 1000, seguem as mesmas

leis que regem o 10, a dezena, simplesmente devemos contar corretamente.

P: Então está escrito que houve um líder que ensinava e então esta estrutura

era alcançada?

R: Não é que parou, mas simplesmente foi decidido continuar com aquele

mesmo estado até a correção completa, mas tudo cai dentro deste egoísmo que

havia então.

P: Então, onde vemos os outros números?

R: Para mim, entendo isso como sendo as dezenas.

P: E por que não 6 ou 7 dezenas, por que 50?

R: Porque tudo deve dividir-se em 5 ou 10, porque Keter, Hochma, Bina, Zeir

Anpin e Malchut, e, por isso, é na prática, o mínimo de pessoas que devem estar

em conexão entre si para poderem estar em Garantia Mútua, em outorgamento

ao Criador, podem ser 5 mas 10 é o preferível, esse é o método mais

desenvolvido.

P: Digamos então que há uma certa quantidade de pessoas, digamos 1000, e

sobre cada 1000 há um líder que os dirige?

R: Isso mesmo.

P: O que conecta esses líderes?

R: Eram muitos que estavam conectados entre si e, desta forma, amavam uns

aos outros e criaram entre si um campo espiritual que lhes ajudou a estarem na

qualidade de outorgamento recíproco e, se todos essas pessoas amarem uns

aos outros e amarem a mesma meta, todos conseguem alcançar, pois têm o

mesmo desejo.

P: Você acredita que no futuro todos vamos desenvolver uma forma similar de

divisão em dezenas de 1000?

R: Estou seguro que não haverá uma divisão, mas sim, que as pessoas

desejarão se conectar desta forma.

P: É possível supor que, do coletivo ao individual, a partir desta Lei, é possível

também se conectar em dezenas e que isso será o suficiente para revelar o

Criador, e que não será necessário conectar toda a humanidade, digamos, se é

suficiente estudar dentro de uma dezena?

R: Sim, é possível fazê-lo dentro de uma dezena, e mesmo que não seja uma

dezena, mas que sejam duas pessoas, se dois querem desta forma se elevar

acima de seu ego e se unirem, se conectarem com o Criador, e fizerem isso da

forma exata e correta, apesar de que isso não seja tão simples, podem alcançar

isso.

P: E há diferenças de uma conexão entre 10, entre 100 ou entre 1000?

R: É muito simples, a sensação do Criador é muito mais potente!

P: É possível comparar isso a quando vejo uma pessoa que é composta de

milhões de moléculas e átomos e forma um todo completo, da mesma forma o

Criador nos vê em forma de dezenas, não nos vê como indivíduos particulares?

R: Ele nos vê tanto individual como coletivamente, não sei como lhe dizer isso

mas, para nos aproximarmos Dele, devemos mudar nossa conexão com Ele,

devemos ser similar a Ele, e para isso temos que ter pelo menos uma conexão

entre duas pessoas, onde cada um anula seu ego, mas o mais simples e eficaz

é fazê-lo em dezenas.

P: Então, não podemos dizer como o Criador nos vê?

R: Como posso eu dizer algo assim?

P: Para poder chegar às suas qualidades, devo estar eu e alguém mais que

tenha a mesma intenção?

R: Correto!

P: E você escreve que devemos olhar o mundo através da dezena?

R: Que eu vejo em todos a expressão do Criador, que assim há pessoas que

querem unir-se para poderem chegar a Ele, chegarem a unir-se, conectarem-se

com Ele, e, quando nós nos conectamos desta forma, nós construímos desta

forma, paralelos a Ele, então podemos sentir dentro de nós, Sua projeção, Sua

relação conosco, e isso já é a revelação do Criador a suas criaturas.

P: Então para nos sincronizarmos com isso, precisamos desta conexão com 10

pessoas e assim afino a mim mesmo como um rádio?

R: Sim, é como você sabe, parecem agulhas que vão marcando e começam a

se mover.

P: Então há uma Força Superior, uma Lei Superior que nos criou e que pode ser

explicada de uma forma física ou química?

R: Claro que uma Lei Geral que atua em todo o universo, e que pouco a pouco

Sua influência sobre nós, e nas pessoas que devem e querem chegar Nela; a

todos as criaturas inanimadas, vegetativas, animais e falantes, há a conexão

entre todos nós, para que todos nos complementamos.

P: É possível dizer que o Criador é essa mesma Força, que influencia todos nós

através da dezena, ou há uma influência direta em cada pessoa?

R: Não há uma pessoa como indivíduo isolado, sempre está conectado ao

Criador e o Criador se conecta com ele através da dezena, através das pessoas.

P: E sempre acontece através deste sistema?

R: Sim, a pessoa não tem nenhuma conexão direta, senão apenas somente

através deste sistema onde se encontra.

P: Então é tal como não há em nosso corpo uma célula que esteja isolada?

R: Sim.

P: Há conexão entre as 10 pragas e as 10 Sefirot? E por que há 10 pragas?

R: Porque há uma influência direta e completa do mal, do bem, de um sobre o

outro, do Criador para as criaturas e das criaturas para o Criador e todas as

conexões entre isto, e é por isso do número 10.

P: Sim, assim como falamos, havia pessoas no Egito, que tinham essas

qualidades dentro de si e que deviam sair de seu entendimento egoísta e por

isso receberam as dez pragas para poderem se superar.

R: Sim, para reconhecer o egoísmo que se encontra em cada grau, em cada

desejo, deve-se reconhecer o mal ( RM), chegar ao reconhecimento do mal e então a

pessoa chega à decisão de elevar-se acima de seu ego.

P: Digamos, minha alma é formada por 10 Sefirot, por 10 desejos, e por isso

todos têm esse desejo egoísta e precisam receber um golpe para que possam

libertar-se disso, esta é a estrutura da alma, pode-se dizer isso, mas digamos

que se eu sair da escravidão do Egito, então, o que são as 10 mitzvot?

R: Você começa a receber sobre si novas formas de conexão entre você e o

Criador, entre você, seu próximo e o Criador, e então isso deve ser chamado de

Mitzvot, Preceitos.

P: São 10 atos novos?

R: Sim, são 10 novas ações!

P: Então devemos fazer isso para conectarmo-nos ao Criador?

R: Sim, é possível dizer isso desta forma.

P: Sim, mas não é simples pois todo o mundo é um sistema bastante complexo!

R: Eu acredito que não. Apenas queremos entender e sentir essa emoção, mas,

se realmente queremos sentir isso, é algo muito simples. O principal é não deixar

isso em nossas mentes, em cálculos mentais, mas que isso deve acontecer

através de nossa emoção!

P: Sim, mas como assim? Nós queremos tudo, gostaríamos de sentir o Criador,

mas não conseguimos.

R: Você irá senti-lo, isso irá se revelar acima de seu ego, se quiser se opor, agir

contra ele, e então através deste movimento, basta querer e isto será produzido

dentro de você, poderá demorar vários anos, mas você irá conseguir.

P: Mas, porque sempre há a impressão de que existe o eu e o Criador, digamos,

não somos educados assim, não há consciência disso, que para podermos

revelar a Força Superior devemos nos conectar com 10 pessoas, isso não existe

na sociedade, lá vemos o conceito do eu e do Criador, que então para revelar o

Criador, você sempre tem que se isolar em algum lugar, que é algo interno,

dentro de você, algo individual, por que eu devo compartilhar isso com os

demais, não está claro?

R: Você deve fazer isso para não trabalhar sozinho em si mesmo, não mentir

para si mesmo, para ver na prática, se você realmente consegue alcançar a

qualidade de doação ou não, se você conseguir fazer isso para as pessoas em

relação ao seu próximo, precisamente quando você conseguir isso, você será

capaz de alcançar isso, e também o Criador!

P: O que acontece quando alguém alcança o Criador?

R: Essas pessoas se transformam em um meio de conexão entre elas e o

Criador.

P: Então esta estrutura permanece para sempre? Não há mais diferenças entre

o eu e o Criador?

R: Sim, daí há então você, eu e o Criador, mas você inclui dentro de si as outras

pessoas!

P: Mas como irei senti-las?

R: Irá senti-las como sendo você, como uma parte sua. Elas irão estar tão

próximas a você que somente através delas você conseguirá se conectar ao

Criador pois, do contrário, não O sentirá, não poderá se aproximar Dele.

P: E, a medida de minha conexão com o Criador, dependerá da quantidade de

pessoas com quem me conecto?

R: Sim, também da quantidade.

P: E o Cabalista se senta e pensa que todas as pessoas são tão importantes

para ele?

R: Ele simplesmente vê que são partes de sua Alma.

P: Então ele se relaciona de forma diferente, está claro! Muito bem, falamos

sobre os Segredos do Número 10, muito obrigado!

R: Sim, continuaremos falando sobre este assunto!


Rav Laitman/Perguntas e respostas

Posts recentes

Ver tudo

Carta nº 6

Rabash. Carta nº 6 15 de abril de 1955, Londres Para os alunos: Recebi a carta de ... e é bom que ele interprete seus detalhes o máximo que puder. Quanto ao restante dos assuntos que ele me informou,

Plenitude na Vida

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash) Artigos/ Registros Plenitude na Vida Artigo 809 "Uma pessoa não morre com metade do seu desejo realizado." "Quem tem cem deseja duzentos." A questão é: Como é a es

Carta nº 1

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash)/Cartas Carta nº 1 Terça-feira, Porção Tetzave: "E você falará a todos os sábios de coração, a quem eu enchi com o espírito de sabedoria", etc. Ao Meu Honorável Pai

Comentarios


bottom of page