top of page

“Lembrando”

Yehudá Leib HaLevi Ashlag (Baal HaSulam)/Artigos

“Lembrando”


Com isso você entenderá uma questão profunda: embora as gerações estejam declinando em valor, elas estão se expandindo na deficiência desejada e na correção final. É assim porque as primeiras gerações, que eram como os filhos de Adão, eles próprios tinham uma grande e terrível deficiência na prevenção da obra piedosa. Por isso, a aspiração de servi-lo surgiu do ponto de ausência. Consequentemente, eles não expandiram sua aspiração, por medo de perdê-la totalmente, e ficaram quietos e contentes com o pouco que haviam alcançado. É por isso que tiveram movimentos pequenos e curtos em seus trabalhos, pois devido ao reconhecimento do grande valor, eles se contentaram com pouco.

Este é o significado do declínio do mérito das gerações até que eles chegaram ao encolhimento final em nossa geração, quando a sabedoria dos autores é infame e aqueles que temem o pecado são odiados. Nesse estado, a multidão se sente satisfeita e não está obrigada de forma alguma à obra de Deus, nem sente qualquer falta em sua ausência. Mesmo aqueles que se envolvem no trabalho, é apenas por hábito. Eles não têm sede ou aspiração de encontrar qualquer grão de conhecimento em seu trabalho.

E se um sábio lhes disser: "Venham, deixe-me ensinar-lhes sabedoria, para compreender e instruir na palavra de Deus", eles já sabem a resposta: "Eu já sei que não serei como Rashbi e seus amigos, e deixe as coisas ficarem como estão, e eu gostaria de poder observar o literal na íntegra. ” No entanto, é dito sobre eles: "Os pais comeram uvas verdes e os dentes dos filhos ficaram rombos", pois eles se engajam na Torá e nas Mitzvot [mandamentos] que não estão maduros, e os dentes de seus filhos crescerão totalmente cegos, e eles se perguntam por que eles precisam deste trabalho. É para você, não para Ele, e você também cega seus dentes. Essa é a forma da nossa geração, com a qual estamos lidando.

Mas com o que está escrito e explicado acima, você entenderá que neste cadinho

( Vaso) (podemos ter muita esperança porque, doravante, cada um dos eruditos, cujo coração anseia pela obra do Criador, não estará de forma alguma entre aqueles que estão contentes com menos, já que o ponto de sua aspiração não emerge da ausência, mas do ponto de saciedade. Por esta razão, todos os que se apegam à Torá e às Mitzvot não se contentarão com nada menos do que ser o primeiro na geração, ou seja, realmente conhecer seu Criador. Ele não vai querer desperdiçar sua energia no trabalho das pessoas comuns, mas apenas nos escolhidos - a verdadeira proximidade do Criador, e saber em sua mente que o Criador o escolheu.

Posts recentes

Ver tudo

CartasCarta Nº 59

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash) CartasCarta Nº 59 9 de junho, 1962, Shavuot, Antuérpia Para o meu amigo … Com relação à sua pergunta sobre as palavras dos nossos sábios: “Um filho teimoso e rebel

Carta nº 22

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash)/Cartas Carta nº 22 Manchester, 7 de julho de 1956 Para meu amigo, Li sua carta na qual você anuncia que tem momentos sombrios e momentos brilhantes. Saiba, meu ami

Comments


bottom of page