top of page

O Poder do Pensamento

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash)/Registros

O Poder do Pensamento

Artigo 554

 

Quando o homem começa a ter um pensamento, ele cria esse pensamento. Quando dizemos que o Criador o fez pensar o pensamento, então é o Criador que cria o homem, e o homem cria o pensamento. Segue-se que o homem pensante é um descendente em relação ao Criador, e o pensamento é um descendente em relação ao homem.

Quando o homem pensa, ele é chamado de “quem”. Ele se pergunta quem é. Quando você obtém uma resposta à sua pergunta, a resposta é chamada de “o quê”. O “o quê” é considerado como Chochmá [sabedoria], que é considerado como Koach-Ma [o poder do quê]. Ou seja, o “o quê” se veste nele como uma força, que é o poder do pensamento.

Quando o homem começa a refletir sobre as forças maravilhosas que existem nele, ele deve dizer que é uma força divina que está vestida nele, realizando todas essas ações sem que ele esteja consciente. Além disso, o homem não tem controle sobre si mesmo, sobre as ações que se desenrolam dentro dele. No entanto, ele tem um poder que pode interferir por meio de ações corrigidas que ele deve fornecer ao seu corpo, como a alimentação, que é um elemento que interfere nos processos do corpo.

O homem é uma das partes do todo da criação e deve estar incluído nelas e delas receber sustento. Desta forma, ele se junta a eles. Por exemplo, deve receber em si partes do vento, da água, do sol, etc., pois é um elo da cadeia da criação.

Devemos estar sempre em um estado considerado “bom”, o que significa que estamos vivendo em um mundo que é totalmente bom e tudo o que sentimos é para o melhor.

Quando as pessoas o prejudicam sem motivo, mas apenas porque são inerentemente más, e é por isso que o afligem, ele não deve pensar que isso é uma coincidência. Em vez disso, por toda a sua raiva contra eles, ele não deve se vingar deles, mas deve dizer que tudo vem da Providência.

Ter que superar sua inclinação e fazer com que todas as forças da raiva entrem na Kedushá [santidade] é um teste: que o Criador quer testar se ele pode manter a sua integralidade naquele momento e amar o Criador.

Ao superá-lo, a pessoa se torna forte.

Ele deve saber que o Parceiro está vestido dentro dele.

Ele não deve pensar ou fazer algo que seja impróprio para o Parceiro.

Você deveria pensar em quão exaltado é o Criador e ansiar por luz.

 

Posts recentes

Ver tudo

Carta nº 6

Rabash. Carta nº 6 15 de abril de 1955, Londres Para os alunos: Recebi a carta de ... e é bom que ele interprete seus detalhes o máximo que puder. Quanto ao restante dos assuntos que ele me informou,

Plenitude na Vida

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash) Artigos/ Registros Plenitude na Vida Artigo 809 "Uma pessoa não morre com metade do seu desejo realizado." "Quem tem cem deseja duzentos." A questão é: Como é a es

Carta nº 1

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash)/Cartas Carta nº 1 Terça-feira, Porção Tetzave: "E você falará a todos os sábios de coração, a quem eu enchi com o espírito de sabedoria", etc. Ao Meu Honorável Pai

Commentaires


bottom of page