top of page

Peixe Morto

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash)/Articles 

Peixe Morto/Artigo nº 832


Dagim [peixe] vivo” significa que ele tem Daagot [preocupações] com relação ao trabalho, mas está vivo. Ou seja, ele tem o poder de trabalhar e encontrar maneiras de mitigar suas preocupações. Mas peixe morto significa que suas preocupações lhe causam a morte, ou seja, todos os seus poderes para trabalhar morreram e ele não tem espírito vital, não tendo força para trabalhar e encontrar soluções. Isso é chamado de “peixe morto”.

No Egito, quando a Klipá [concha/casca] do Egito estava sobre os judeus, eles comiam peixes vivos, mas a qualidade do Egito é chamada de "peixe morto", como está escrito: "Os peixes que estavam no Nilo morreram", ao contrário dos peixes dos judeus, que estão vivos.

Se as preocupações são para alcançar o propósito da doação, essa é a preocupação de Israel, que está preocupado com o fato de não estar na qualidade de Israel. Isso é diferente das preocupações dos Mitzrim [Egípcios], pois Tzar [estreito] significa que ele está sob o domínio do Tzar, ou seja, a qualidade da misericórdia. Esse é o significado de “Os peixes que estavam no Nilo morreram”, o que significa que essas Daagot [preocupações] geram a morte, a morte dos poderes, e ele não pode fazer nada.


Posts recentes

Ver tudo

Carta nº 6

Rabash. Carta nº 6 15 de abril de 1955, Londres Para os alunos: Recebi a carta de ... e é bom que ele interprete seus detalhes o máximo que puder. Quanto ao restante dos assuntos que ele me informou,

Plenitude na Vida

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash) Artigos/ Registros Plenitude na Vida Artigo 809 "Uma pessoa não morre com metade do seu desejo realizado." "Quem tem cem deseja duzentos." A questão é: Como é a es

Carta nº 1

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash)/Cartas Carta nº 1 Terça-feira, Porção Tetzave: "E você falará a todos os sábios de coração, a quem eu enchi com o espírito de sabedoria", etc. Ao Meu Honorável Pai

2 comentarios


Que interessante 🫶🏽Não sei se entendi certo, mas parece que tem dois ambientes. Um propício ao crescimento, mesmo com inerente adversidade, sendo que ele cumpre o propósito da Criação, ser doador como o Criador. Já o outro ambiente é regido por um estado de misericórdia , pois é tudo que é contrário a ser um Doador, e isso gera a morte.E a morte é não ser como Ele é?

No caso, esses poderes outorgados seriam a força para o trabalho de doar? E mitigar é que o Criador torna suave esse nosso trabalho?🤔🏺🥳

Me gusta
Contestando a

Concordo com você minha amiga! Como complemento, acredito que o Peixe vivo é a escolha desse ambiente correto para trabalhar em busca da similaridade de forma com o Criador, e o peixe morto é quando não aceitamos o caminho da correção conscientemente, quando nos preocupamos e não colocamos a fé acima da razão.

Me gusta
bottom of page