top of page

Quem santifica o sétimo – 2

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash)/Notas Sortidas

Quem santifica o sétimo – 2

Notas Sortidas, 380.

 

Bo (venha), janeiro de 1983

"Quem santifica o sétimo como deve... sua recompensa é muito grande de acordo com seu feito." Devemos entender o significado de "de acordo com o seu feito". Além disso, qual é a novidade, uma vez que na corporalidade também recebemos recompensa apenas de acordo com nosso trabalho, e quem trabalha horas extras recebe um salário mais alto do que quem não trabalha horas extras. Portanto, qual é a novidade em dizer "sua recompensa é grande" e depois dizer que ele será recompensado apenas de acordo com seu trabalho?

Nossos sábios disseram: "Aquele que vai e não faz, a recompensa de sua ida está com ele."Devemos entender o significado de fazer. Nossos sábios disseram: “Grande é o aprendizado que produz ação, e não é o aprendizado que é mais importante, mas a ação” (Kidushin 40b).

Baal HaSulam interpretou que "ação" se refere a quando a pessoa transforma seus vasos de recepção em vasos de doação, como nossos sábios disseram: "Que todas as suas ações sejam por causa do Criador". O Midrash diz que fazer isso é o significado de “Eu criei a inclinação ao mal; Eu criei a Torá como um tempero”, que esse é o objetivo a que devemos chegar.

Nossos sábios disseram: "A inclinação do homem o vence todos os dias. Se o Criador não o ajudasse, ele não iria superá-la. ” Devemos entender por que o Criador não nos deu o poder de derrotar a inclinação ao mal. Mas se isso não está nas mãos do homem, por que o Criador não faz tudo?

Em outras palavras, por que alguém deve lutar contra a inclinação ao mal enquanto o Criador apenas a ajuda, mas se a pessoa não começa a guerra, o Criador não a ajuda?

Para que fim o Criador precisa que o homem lute e depois venha ajudá-lo? É como disseram os sábios, “A pessoa deve sempre enfurecer sua inclinação boa contra sua inclinação ao mal," e Rashi explicou: "Que faça guerra contra ela" (Berachot 5a). Isto implica que primeiro é preciso começar a guerra e então o Criador o ajuda.

Baal HaSulam explicou o que Abraão perguntou ao Criador: "Como saberei que a herdarei?" "E ele disse a Abraão: 'Saiba com certeza que seus descendentes serão estrangeiros em uma terra que não é deles, e serão escravizados e torturados quatrocentos anos ... e depois sairão com grandes posses.'"

Baal HaSulam explicou que, quando ele viu a promessa que o Criador lhe havia dito, dizendo: "dar-lhe-ei esta terra para herdá-la", ele disse: "Como vou saber?" já que não há luz sem um Kli [vaso], e ele não viu que seus filhos precisariam dessas realizações, mas que eles se contentariam com pouco.

Portanto, Ele disse a ele: "Saiba com certeza" que eles estarão no exílio, e eles desejarão sair do exílio. E sem ajuda, eles não poderão sair do exílio do Egito. Portanto, através disso, eles serão forçados a receber Sua ajuda. E cada vez eles precisarão receber grandes influências, e através disso, eles precisarão da luz da Torá, pois apenas a Torá é o tempero.

É como foi dito em O Zohar: "Quem vem para se purificar é auxiliado". Ele pergunta: "Com o quê?" e responde: “Com uma alma santa. Quando alguém nasce, recebe Néfesh [alma] do lado de um animal puro. Se ele é recompensado mais, recebe Ruach [espírito]. ” Daqui se conclui que eles precisarão da ajuda do Criador e, assim, terão os Kelim [vasos] para receber a herança da terra.

Com isso poderemos interpretar o que estamos perguntando, o que é aquele que vai e não faz? Isto se refere àquele que começa a trilhar o caminho do Criador para alcançar a ação, que é o significado de "Quem santifica o sétimo". Meu pai e mestre interpretaram: “Shevií (sétimo), significa que ele She-Vi (está em Mim).

Assim, significa que quando alguém santifica adequadamente o ponto no coração dentro dele, ele começa a entrar no exílio do Egito. Nesse momento, ele começa a ver, cada vez, quão longe está da ação de doar. Então, Kelim se formam dentro dele, significando deficiências, que o Criador mais tarde será capaz de preencher.

Segue-se que uma pessoa deve começar a guerra para ter Kelim, a necessidade de salvação e a ajuda do Criador, como foi dito: "Se o Criador não a ajudasse, não a venceria". Segue-se que Ele não deu ao homem a capacidade de vencer a guerra de propósito, pois através da guerra obtêm-se os Kelim e a necessidade da abundância.

Portanto, precisamos de ambos: entrar na guerra, a fim de obter Kelim, e a ajuda necessária é que especificamente o Criador o ajudará, pois com a ajuda, ele obtém a herança da terra que o Criador prometeu a Abraão.

Resulta que "de acordo com seu feito" significa o oposto do mundo físico. No mundo físico, cada vez que se faz um bom trabalho, se é pago pela qualidade do trabalho. Aqui é exatamente o oposto, pois quanto mais a pessoa percebe que não é capaz de fazer nada em Kedushá, mais ajuda ela precisa. Portanto, ela deve receber cada vez mais ajuda, ou seja, maiores realizações.

Segue-se que “sua recompensa é grande de acordo com seu trabalho”, pois quanto mais percebe sua deficiência, mais apta ela se torna para receber um preenchimento maior. Este é o significado de "ir e não fazer". Ele foi para a guerra, mas não o fez, o que significa que ele não poderia fazer todas as suas ações por causa do Criador. Dizem a ele: “A recompensa pela caminhada está em suas mãos”, significa que especificamente quem anda, mas não faz, precisa da ajuda do Criador, e especificamente por isso ele recebe a herança dos pais.

 

Posts recentes

Ver tudo

CartasCarta Nº 59

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash) CartasCarta Nº 59 9 de junho, 1962, Shavuot, Antuérpia Para o meu amigo … Com relação à sua pergunta sobre as palavras dos nossos sábios: “Um filho teimoso e rebel

Carta nº 22

Baruch Shalom HaLevi Ashlag (Rabash)/Cartas Carta nº 22 Manchester, 7 de julho de 1956 Para meu amigo, Li sua carta na qual você anuncia que tem momentos sombrios e momentos brilhantes. Saiba, meu ami

Comments


bottom of page